top of page

DIA DO ZELADOR

É comemorado em 11 de fevereiro. Atividade é fundamental para a gestão condominial


Todos que moram ou trabalham em condomínio devem homenagear, no dia 11 de fevereiro, o profissional que exerce a atividade de zelador. Devido a sua relevância na gestão de propriedades, como condomínios, escolas, hospitais, empresas e demais instituições, foi aprovada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo a Lei nº 2.131, de 4 de outubro de 1979, que decretou a data como o Dia do Zelador. Em outros estados as comemorações variam entre os dias 09 e 11 de fevereiro.


Para o condomínio, o zelador representa a figura fundamental na gestão do síndico, sendo considerado o seu braço direito. Para que haja uma administração com qualidade e eficiência, não adianta o síndico ter amplo conhecimento em gestão se o seu zelador não estiver motivado e alinhado com as suas expectativas. O treinamento também é fundamental para exercer as funções com mais qualidade, o que permite ao síndico dividir as suas responsabilidades, principalmente as mencionadas no Código Civil, art. 1.348.


O estabelecimento das suas atividades diárias depende do contrato estabelecido com o condomínio, que deve considerar também o que está previsto na convenção coletiva, podendo variar entre as regiões do país. Suas principais atividades são:

·         Contato direto com o síndico e, quando necessário, assumir como preposto do síndico;

·         Distribuir e supervisionar as atividades dos empregados, como: porteiros, encarregados da limpeza e manutenção e seguranças, além do material e equipamentos necessários para o trabalho diário;

·         Verificar se o sistema de iluminação foi desligado;

·         Examinar e fiscalizar o funcionamento dos elevadores;

·         Substituir lâmpadas queimadas;

·         Verificar se as bombas d'água estão funcionando;

·         Averiguar se o fornecimento de água da rua está ocorrendo;

·         Verificar se   o Regulamento Interno está sendo cumprido;

·         Avaliar com periodicidade o estado dos extintores de incêndio;

·         Providenciar, em caso de defeito, a imediata chamada das empresas fornecedoras de água, eletricidade, gás e telefone;

·         Chamar o pronto-socorro ou cuidar do encaminhamento de qualquer morador ou funcionário em caso de acidente;

·         Chamar a polícia caso seja necessário;

·         Executar pequenos reparos e consertos;

·         Atender a todos os condôminos com delicadeza e respeito;

·         Evitar comentários e ser sempre discreto e imparcial;

·         Intermediar as necessidades entre os moradores e o síndico.

 

Evolução da atividade de zelador

Era comum os zeladores serem profissionais que trabalharam na construção dos edifícios dos condomínios, e, quando ocorria a instituição, eram contratados como funcionário, para morar no edifício, em função de conhecerem detalhes importantes para a manutenção do prédio. Possuíam formação acadêmica mínima e sem conhecimento sobre gerenciamento e informática.

Hoje os zeladores se destacam por serem profissionais mais treinados e pela capacidade de auxiliar nas atividades administrativas. Muitos já possuem conhecimento de informática, auxiliando o síndico no levantamento de preços, acompanhamento das manutenções por aplicativos e elaboração de circulares. A grande maioria não mora mais no edifício e muitos são contratados como gerentes prediais. Dependendo da localização do condomínio, principalmente áreas turísticas, e da sua complexidade na estrutura, pode ser necessário o conhecimento de idiomas, principalmente o inglês.


Durante a pandemia, o zelador ocupou um papel essencial na gestão para fazer cumprir todas as determinações do Ministério da Saúde, relacionadas às áreas permitidas para o uso dos moradores, utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os funcionários e máscaras para os moradores. Foi necessário demonstrar competência, ter empatia e muita paciência para contornar os conflitos que surgiam, auxiliando os síndicos na condução da gestão durante essa difícil fase.


Parabenizamos todos os zeladores, dado que, sem eles, o dia a dia dos condomínios se tornaria um desafio ainda maior. São eles os responsáveis por manter a tranquilidade, a disciplina e o bem-estar dos moradores.



Por: Rosely Schwartz

coordenadora e docende dos cursos de Administração de Condomínios e Síndico Profissional – FECAP - com transmissão ao vivo. Autora do livro Revolucionando o Condomínio (16 ed – Editora Benvirá), especialista em administração condominial, administradora, contabilista, palestrante e consultora. Além de membro do GEAC (Grupo de Excelência e Administração de Condomínios) do CRA-SP. Diretora do site OCONDOMINIO.COM.BR


49 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page