Seus contatos com prestação de serviços, preveem multa?

Quando se firma um contrato de prestação de serviços, não importando sua finalidade, podendo ser um contrato de academia, telefonia, cursos e faculdades, dentre outros, o consumidor, na maioria das ocasiões, não tem o conhecimento suficiente ou não é devidamente informado sobre quais são os seus direitos, referente ao contrato firmado.




Dito isto podemos afirmar que muitas empresas aproveitam este fato, ou seja, a falta de um conhecimento mais técnico sobre o contrato de prestação de serviços, e oferecem itens adicionais, como descontos ou produtos forçando desta forma uma fidelização do cliente.

Mas o que acontece quando o cliente resolve rescindir o contrato?

Vamos elaborar sobre este tema em nosso artigo, e no fim esperamos ajudar quem esteja com esta dúvida.

Impedindo a desistência

O primeiro ponto a ser debatido é sobre o impedimento de uma rescisão, fato que não é permitido por lei.

Todo contrato de prestação de serviços deve existir a opção de rescisão contratual, pois ninguém é obrigado a permanecer em um contrato que não esteja lhe agradando.

Se alguma empresa lhe informar que você não pode rescindir peça esta informação por escrito, e posteriormente pode desconsiderar tal informação e acionar o Procon.

SAIBA MAIS SOBRE:

Faltas graves que podem ensejar rescisão contratual nos condomínios