Economia e Justiça: medição de consumo de água individual é um incentivo ao desperdício

Ao longo das últimas décadas, o único formato disponível para o pagamento da conta de água nos condomínios foi extremamente injusto e pouco inteligente.

Medição individual de água, economia para bolso e incentivo à consciência ambiental.


Se tem um setor que se adapta, se altera e evolui faz-se aos avanços tecnológicos o modo de vida da população, são os Condomínios.

Durante muito tempo, o rateio da conta d’água água nos condomínios foi extremamente injusto e pouco inteligente.

Por vezes unidades habitacionais de 3 quartos, com 4 ocupantes, pagavam o mesmo que uma unidade de 2 quartos com 6 pessoas, o que é inconcebível que todos dividam igualmente a conta de água, sem qualquer medição acerca do real consumo nos apartamentos.

Esta injustiça é resultado tem uma relação direta com o descaso dos governos (que não elaboraram políticas públicas e normas para o setor), das concessionárias (que comodamente não criaram meios mais modernos de medição) e das construtoras e incorporadoras (que não fazem edifícios preparados para a individualização do consumo).

É um estímulo ao desperdício, geração de conflito e, principalmente não contribui com um senso de preservação deste bem finito. Nossa população, culturalmente, pensa que se é de todos, os outros é que vão se responsabilizar, os outros vão pagar e isso se aplica ao SUS, ao transporte coletivo às praças públicas etc. Para alguns, a consciência ambiental, social é um conceito enraizado, mas, para muitos, ela só se torna factível quando o bolso é afetado. Lembram do cinto de segurança nos automóveis?

Hoje, graças a tecnologia, é possível a medição individual do consumo de água nos condomínios, cada economia paga exatamente o que consome. É um estímulo ao consumo racional da água.

Por força de lei, já de algum tempo, os condomínios novos são entregues com a infraestrutura para a implantação do sistema de medição individual.

Os condomínios devem levar à discussão em assembleia, deliberar sobre a compra e as instalações dos relógios de água e também a contratação de empresa para administrar a leitura e a cobrança do consumo.

Existem estudos que indicam uma redução substancial no consumo de água, podendo chegar em até 40%. Bom para o bolso, para o meio ambiente e para o exercício da consciência ambiental.

Inclusive nos edifícios antigos, com a tecnologia disponível, tem viabilidade econômica para a implantação de sistema de medição de água

Este investimento valoriza as unidades, faz aumentar a procura por interessados na aquisição de imóveis nestes condomínios onde o consumo é individualizado.

Ainda, na levada consciência ambiental, todos os condomínios podem dispor para lavar as áreas comuns, regar jardins etc, água de reuso, outro investimento acessível. Inspecionar regularmente nos apartamentos as instalações sanitárias A substituição do sistema hidra nos vasos sanitários.

O Síndico deve propor estas possibilidades de economia e consciência ambiental, que é bom para o condomínio, para o condômino e o planeta agradece.


Airton Roxo




15 visualizações0 comentário

Quem Somos:

O Click Síndico é um portal direcionado aos Síndico Moradores e Profissionais do Rio Grande do Sul, iniciando suas atividades em São Paulo.

Aqui o usuário encontra tudo para oferecer aos condôminos nos condomínios em que atuam, tecnologia, conteúdo qualificado, prestadores de serviços e novidades ligadas ao setor, seja ele comercial, residencial ou misto.

O quê você procura?

  • YouTube
  • Twitter ícone social
  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social

© 2023 por AsHoras. Orgulhosamente criado com Wix.com